terça-feira, 23 de março de 2010

100 anos de Akira Kurosawa



Se estivesse vivo, Kurosawa estaria completando 100 anos hoje. Em 88 anos de vida e mais de 50 de carreira, dirigiu 30 filmes e foi roteirista de tantos outros. 
Ainda não vi todos os seus filmes, mas certamente verei todos até morrer. Tudo o que foi dirigido/escrito/adaptado por ele me fascinou. A magestria com que adaptou Shakespeare pro Japão feudal é inesquecível, assim como seu filmes sobre samurais e os com temática contemporânea: um gênio, enfim. Não à toa foi o chamariz ocidental pro cinema oriental.
Imortal, sim. Seus filmes o imortalizaram, provavelmente daqui a 100 anos estarão comemorando os 200 anos de nascimento dele. E fazendo retrospectivas, como a que o IMS está fazendo no Rio (só não vou ver hoje porque não estou com a menor vontade de me despencar pra Gávea).

2 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Um grande cineasta!
Esse será eterno, sempre vivo nas lembranças e na história do cinema.

Foi muito bonito vc se lembrar de Akira Kurosawa.
E gostei do novo visual do blog.

bjos e bom dia.

Thiago disse...

Hehe, mesmo que vc quisesse ver todos os filmes, seria impossível.Those Who Make Tomorrow é um filme perdido. Eu gosto muito de algumas coisas dele. Para outras não acho nada demais. Mas de forma geral foi um puta cineasta. Provavelmente o melhor que o Japão já viu.