sábado, 27 de janeiro de 2007

Mais estranho que a ficção

Resolvi testar o Blogger e ver se finalmente fico sossegada num servidor de blog. Por enquanto fico aqui... pelo menos por um mês...rsrs.

Ontem eu vi "Mais estranho que a ficção" no Unibanco Arteplex junto com o Marcelo, a Luly e a Taty. Depois fomos à Cobal do Humaitá e pra variar um pouco ficamos no Marguerita.

Eu gostei do filme, mas esperava que ele fosse um pouco mais engraçado. Por mais que se diga isso, a gente nunca aprende a ir ao cinema sem altas expectativas. Gosto bastante de metalinguagem, e a história do filme parecia ser muito interessante: um cara normal descobre que é um personagem de uma história e a autora quer matá-lo. Ele então passa o filme tentando impedir. Essa sinopse e mais o trailer (que fez parecer que o filme é mais divertido do que é) fez as minhas expectativas serem bem razoáveis. Não quero dizer com isso que não gostei ou que não recomendo. Algumas passagens são bem engraçadas (embora a maior perte da platéia não tenham achado graça) e as atuações foram bem boas (especialmente a da Emma Thompson, como a autora) e o roteiro é bem legal, vale a pena sair de casa e gastar uma graninha pra
conferir.

De 1 a 5, acho que merece nota 3.

2 comentários:

marcelo disse...

po, pra mim foi nota 4. achei um filme bem inteligente.. o final talvez nao tenha sido o melhor mas tb nao saberia uma outra maneira de termina-lo... o q é ate engracado, se vc considerar o que acontece na história dentro da história...

beijocas

Maíra disse...

Ah, adorei o filme! E ele não é um cara "comum", é um cara completamente banal!! hauhau!!
Leva a vida mais absurdamente sem graça e sentido do universo, até o dia da 1° "narração". rs E eu teria gostado do final se fosse o original do livro.
Bjin!