sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Alinde,26 anos,bibliófila

Meu nome é Alinde, tenho 26 anos e sou bibliófila. Não consigo parar de colecionar livros e objetos relacionados. 

Há um tempo atrás, quando eu pensava em bibliofilia, pensava em José Mindlin e sua dinheirama de empresário bem sucedido que permitia a compra de exemplares raros, de primeiras edições de obras importantes. Mas como a internet pode ser um bom lugar para se descobrir perspectivas, taí mais uma (descoberta graças ao fórum Meia Palavra e a uma de suas integrantes, a Mi Müller e seu blog Bibliofile): é, eu posso ser considerada uma bibliófila.

Vejamos a definição: 
bi.blio.phi.le sm. 1. Amante dos livros. 2. Alguém que adora ler. 3. Admirador e colecionador de livros. 
E eu suspeito que não apenas admirador e colecionador de livros, mas quem em alguns casos, como o meu, em quem esse amor se estenda aos objetos que o cercam: marcadores de livros, ex-libris , estantes. Falando nesses lindos objetos, olhem a foto acima: meu segurador de livros que remete a um deles (Senhor dos Anéis, um dos meus preferidos), minha coleção de marcadores de livros, meu carimbo de ex-libris (que veio no kit da foto abaixo), meus cadernos usados para anotar coisas referentes a livros, manual para reparar livros.

Esse kit não chega a ser uma preciosidade, mas como era baratinho e curiosidade mata (eu queria porque queria ler o livrinho e ter as demais besteirinhas), eu comprei. Só pra confirmar que meus hábitos de conservação são os indicados (*.*) e pra ter idéia de ter uma tirinha pra anotações no livro, quando meu caderno não tiver a mão (e essas eu vou usar pra fazer marcadores com citações - depois de scanear, claro). E ah, incrementei minhas possibilidades de ex-libris, incrementei minha coleção de marcadores de livros.


O kit, apesar de não ser uma preciosidade, é bem bonzinho e bonitinho. Dá umas dicas legais de conservação de livros (que eu já seguia), mais outras de organização dos livros (que eu também já seguia) e outras para se fazer um clube de leitura (er... Meia Palavra?). É um começo para quem se interessa em tratar bem a sua coleção, sem dúvida (se a pessoa souber inglês). 

E por que tanto amor aos livros? E, mais ainda, aos objetos que se relacionam com eles (afinal, poderia marcar os livros com uma folha qualquer, guardá-los no armário)? A resposta à primeira pergunta é simples: amo-os porque são meus melhores companheiros de fossa, de alegria, de tédio. Que me perdoem meus amigos leitores do blog, mas nada me dá mais energia do que um bom livro - desde criança. Se não podia sair de casa por castigo ou chuva, o que fazia? Ia ler um livro. Se estou feliz e bem disposta, mas sozinha, onde vou achar uma boa companhia? Num livro. E sim, se tivesse dinheiro, teria várias e várias edições dos meus autores preferidos (especialmente Monteiro Lobato e Tolkien): alguns acham loucura, pra que ter várias edições de um mesmo livro. Simples a resposta: sou bibliófila, amante do objeto livro, amante de todo o processo editorial, amante de cada edição diferente de um livro amado.Cada edição é uma, um processo diferente. Por isso ainda terei várias edições dos livros que mais amo: por serem processos editoriais diferentes do mesmo conteúdo tão amado. 

E porque também amo os objetos relacionados? Porque livros são objetos lindos, e faz sentido que sejam acompanhados também de belos objetos. Porque tem que ser bem cuidados: não vou amontoar na minha escrivaninha, vou colocar lado a lado cercados por seguradores. Não vou dobrar a página (iécati) para marcar, vou marcar com um marcador bonito (se fizer referência a outros livros então...). Não vou amontoar pelo quarto, vou ordená-los por gênero nas estantes no quarto, para conservá-los e achá-los da maneira mais rápida e eficiente possível. E marcar meus livros com as partes importantes, rabiscando? Non non non. Cadernos servem para isso. Aliás, tenho cadernos para fichamentos de acadêmicos e também de romances. Sim, de romances. Gosto de resenhar o que li, e porque não fazer anotações sobre episódios, personagens, separar citações? Por isso os caderninhos acima ^.^

Enfim, como pode-se ver, não precisa ter dinheiro para ser biblófilo: basta amar os livros, como objeto, por seu conteúdo. E deixo vocês com uma foto dos meus marcadores pequeno-príncipe, que AMO









4 comentários:

。◕‿◕。 Indily 。◕‿◕。 disse...

Quero um treco de livrinhos pra mim e mtos marcadores lindos *-*

Acho que to me tornando uma bibliófila! Tem cura dra?

Amei o post sua sonolenta!

Ceinwyn disse...

ó, se vc descobrir a cura não me conta não.

Na verdade até passei um tempo menos amante dos livros, mas é um tempo negro que quero esquecer =p Sou bem mais feliz assim ^.^

Isabel disse...

Acabo de descobrir que sofro do mesmo mal, sou bonita?

Mi Müller disse...

Báh que legal este texto... que bom que ajudei a te perceberes como bibliófila :D
Adorei este Kit... super charmoso.

estrelinhas coloridas...